Take a fresh look at your lifestyle.

Marcha contra reforma da Previdência reúne centenas no centro de Salvador

Após uma manhã de intensos protestos, centenas de pessoas voltaram à ruas, na tarde desta sexta-feira, 14, para marchar contra a reforma da Previdência. Com cartazes e palavras de ordem, o grupo se concentrou no Campo Grande e seguiu em direção à praça Castro Alves, no centro de Salvador.

Participaram do ato estudantes, diversas categorias e políticos, além do ‘Comitê Poético Contra o Golpe’, que trouxe movimentos contra cortes na educação e em defesa da Previdência pública e de qualidade.

O vereador Marcos Mendes (PSOL) afirmou que é o povo que foi às ruas lutar contra a reforma que acabará com a Previdência pública no Brasil. “Essa capitalização que estão tentando empurrar vai acabar com o direito do trabalhador de receber o mínimo necessário, que é um salário mínimo. Lembro que a maioria dos países que implementaram essa política voltou atrás”, afirmou o vereador.

O deputado federal Nelson Pelegrino disse que o atual governo não tem uma política para o desenvolvimento do País. “O governo Bolsonaro não tem política econômica capaz de retornar o crescimento do Brasil. Estamos no sexto mês e ele não apresentou uma medida para melhorar a economia. O que ele apresentou de medida para segurança pública irá provocar mortes, que é a liberação indiscriminada de arma”, disse Pelegrino.

A estudante Amanda Matias, de 17 anos, e sua amiga Janaína Doring, 18, fizeram cartazes para chamar a atenção contra os cortes na educação. “O governo diz que é contingenciamento, quando o povo todo já entendeu que é corte. O povo brasileiro sabe que não dá mais para se omiti. É preciso ir para a rua e, se necessário, retirar o presidente para garantirmos nossa educação, que é o nosso futuro”, disse Amanda.

Janaína seguiu a tônica da amiga. “O povo brasileiro tem que lutar para conseguir o que os países desenvolvidos conquistaram, investido na educação. O governo não se interessa em investir na educação, é isso que esses cortes significam”, afirmou a estudante.

Amanda e Janaína confeccionaram cartazes com frases de protestos
Amanda e Janaína levaram cartazes para protestar contra o governo Bolsonaro (Foto | Raul Aguilar | Ag. A TARDE)

Fonte:ATarde

Compartilhe:
Comentários
carregando...
WhatsApp Whatsapp da TV Liberdade