Take a fresh look at your lifestyle.

Líder de quadrilha de roubos a carro-forte cobrava R$ 500 por mortes é morto em Ilhéus

Ulisses estava escondido em Ilhéus e foi morto nessa terça-feira (5) em confronto com a polícia

Ulísses apontado como líder de quadrilha de roubo a carros-fortes na Bahia pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) estava escondido em Ilhéus e foi morto em um confronto com a polícia, a ficha criminal de Ulisses Rubens Almeida Silva, vulgo Corujito, 34 anos, que foi morto na tarde dessa terça-feira (5) após um confronto com policiais militares, é extensa e antiga. Além de assaltante, ele já foi denunciado por homicídios e tráfico de drogas.

Em uma das denúncias de assassinato apresentadas pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) à Justiça e a que o CORREIO teve acesso, a entidade chega a afirmar que Ulisses e seus comparsas “possuem como meio de vida a eliminação de pessoas por encomenda de chefes do tráfico”. Os valores citados nos homicídios são sempre de R$ 500. Em um deles, ele aparece como mandante do crime para eliminar uma testemunha  e pagou o mesmo valor.

Das ações penais no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a primeira é de um homicídio registrado em 2004. Ele é alvo de outra do mesmo tipo por homicídio e outra por tentativa de homicídio que teriam ocorrido em 2013 e 2018. Ele também é alvo de ações por roubo e tráfico de drogas, onde é apontado como chefe do tráfico de uma localidade do bairro do Uruguai em 2015. São cinco ações no total. Morador da praia do Canta Galo, na Calçada, os crimes por ele praticados foram todos realizados na Cidade Baixa.

Ele já foi condenado a prisão em regime aberto por posse de armas em Jequié, sendo transferido posteriormente para o Presídio de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, em novembro de 2017.

De acordo com a SSP-BA, Ulisses, que era líder de uma quadrilha especializada em roubar carros-fortes, estava escondido na cidade de Ilhéus e foi morto em confronto.

A SSP-BA informou que o bando de Ulisses vinha agindo em Salvador desde o ano passado e é responsável pelas ações no Shopping Itaigara (12/03/18),  Extra Vasco da Gama (2/10/18), Salvador Shopping (13/11/18) , Caixa Periperi (8/01/19) e Bradesco da Fazenda Grande do Retiro (31/01/19).

A SSP-BA destacou que Ulisses tinha mandado de prisão em aberto por homicídio e também por venda de entorpecentes.

Fonte:Correios

Compartilhe:
Comentários
carregando...
WhatsApp chat Whatsapp da TV Liberdade