PSB oficializa Roberto Tourinho e Ângelo Almeida para disputar a prefeitura de Feira de Santana

O PSB homologou nesta segunda-feira (14) os nomes de Roberto Tourinho e Ângelo Almeida como seus pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito de Feira de Santana, durante convenção municipal da coligação “Feira Merece Mais”, que conta com 31 candidatos para a Câmara Municipal de Vereadores, sendo 10 mulheres e 21 homens.
Foto: Paulo José/Acorda Cidade A convenção teve dois momentos: o primeiro ocorreu durante o dia, no auditório do edifício Clilab, na Rua Barão do Rio Branco, onde fica a sede do partido, e o segundo, de forma virtual, por meio de uma live de encerramento. Na live Roberto Tourinho, que completa hoje 56 anos de idade, citou problemas nas áreas da educação e infraestrutura, principalmente nos distritos, e problemas no Centro de Abastecimento. Ele também mencionou algumas propostas como a construção de um hospital municipal, divisão da cidade em quatro regiões administrativas e criação de subprefeituras. “Nos primeiros meses do nosso governo vamos fazer uma eleição para que a população eleja os oito administradores de distritos. Os problemas de Feira de Santana são muito grandes e vamos dividir a nossa cidade em quatro regiões administrativas, onde teremos subprefeituras. Desta forma, os problemas de cada bairro estarão mais próximos da administração e consequentemente da solução. Quero assumir um compromisso no meu nome e no nome do vice-prefeito Ângelo Almeida, de que vamos construir um hospital municipal. Nós necessitamos melhorar o acesso ao atendimento básico de saúde da nossa cidade. Não vamos fazer promessas, vamos assumir compromissos com o povo de Feira de Santana”, declarou. Vereador com sete mandatos e autor de quase 300 leis apresentadas ao poder legislativo, Roberto Tourinho destacou que boa parte delas é voltada para pessoas com deficiência e afirmou que entidades como Apae, Cromossomos XXI, Associação Feirense dos Deficientes Visuais, União Baiana de Cegos, Fundação Jonatas Teles de carvalho e Família Azul, entre outras, terão apoio em seu governo com políticas inclusivas. Ao Acorda Cidade Roberto Tourinho informou que terá quase um minuto de TV na propaganda eleitoral, e que usará o curto espaço de tempo para apresentar o que ele chama de “espinha dorsal das propostas”, e que usará a internet para explicar os projetos ao público de forma mais detalhada.

Pesquisa eleitoral

Sobre a pesquisa do A Tarde divulgada na última quinta-feira (10), Roberto Tourinho disse que o resultado foi muito animador e que o deixou muito confiante. “Primeiro porque os dois candidatos que aparecem na frente da pesquisa são, há 20 anos, candidatos a prefeito, e perderam as cinco eleições que disputaram. São nomes conhecidos da população até mesmo pelo tempo que estão tentando. Ora, boa parte da população de Feira ainda não sabe que somos candidatos a prefeito e vamos exatamente tomar conhecimento a partir de agora. Se eu apareço com 5% em uma pesquisa de credibilidade feita por um jornal centenário e divulgado em todo o estado da Bahia, isso mostra que há uma grande aceitação ao nosso nome. Sou muito grato ao povo de Feira e tenho certeza absoluta de que apresentaremos as propostas que o povo de Feira de Santana deseja”, afirmou. O pré-candidato a vice-prefeito, Ângelo Almeida, ressaltou que a proposta do PSB para Feira de Santana é inovadora e que existe um desejo muito grande da população por mudança. “Feira Merece Mais porque já está cansada do que está aí, Feira Merece Mais porque está faltando amor das pessoas que governam Feira de Santana. Eu tenho 56 anos de idade, nasci na Kalilândia, Beto Tourinho Também tem 56 anos, e conhecemos bem essa cidade. Sabemos do quanto ela está desigual, do quanto ela está precisando ser cuidada e ser feita para as pessoas. Existe hoje em Feira de Santana uma vontade muito grande de mudança. Está parecendo que vai ser agora. Tenho certeza que havermos de fazer um debate que tocará o coração das pessoas.” Na live Ângelo Almeida citou o baixo índice de Feira de Santana no Ideb, falou sobre projetos para a educação, e criticou as obras e o projeto do BRT. Por: R. Amaral | Fonte: AcordaCidade | 15/09/2020