Take a fresh look at your lifestyle.

Em quatro dias, volume de chuva em Salvador supera o esperado para o mês de março inteiro

Da noite da sexta-feira (22) até esta segunda (25), choveu 188,6 milímetros, enquanto a média histórica de março é de 156,8 milímetros, informou o Inema.

Nos últimos quatro dias, o volume de chuva que caiu em Salvador superou o que era previsto para o mês de março inteiro, segundo o setor de meteorologia do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema).

 

Da noite da sexta-feira (22) até esta segunda (25), choveu 188,6 milímetros, enquanto a média histórica de março é de 156,8 milímetros, conforme dados do órgão.

Do início do mês até agora, o volume de chuva já soma 210,4 milímetros, somente no bairro de Ondina.

No período entre 22h de sexta (22) a 1h da madrugada de sábado (23) choveu 113 milímetros. A maior intensidade foi entre meia-noite e 1h, quando o volume de chuva foi de 59,4 milímetros.

O meteorologista do Inema, Aldírio Almeida, explica que essa grande quantidade de chuva em poucos dias está relacionada a um canal de umidade vindo da Amazônia — não há relação direta com a tempestade tropical que se aproxima da região e da costa da Bahia e do Espírito Santo.

“É uma zona de convergência do Atlântico Sul que está atuando sobre todo o estado e que a partir de amanhã se desconfigura. Esse canal de umidade que vem da região amazônica atravessa todo o Brasil central. É o principal sistema causador de chuva no verão”, explica.

Apesar da previsão de redução das chuvas em decorrência desse canal de umidade, a partir de terça-feira (26), no entanto, a partir da quinta (28) a chuva pode voltar, dessa vez por outro motivo.

“A partir de quinta, pode voltar a chover de novo por conta de um sistema de alta pressão sobre o oceano que favorece a chuva na faixa litorânea. Mas é aquela chuva menos intensa e mais contínua”, destaca.

Em abril, as chuvas intensas devem voltar a cair, com volumes superiores aos registrados em março. “Abril é o nosso mês mais chuvoso. A média histórica de abril é de 295,7 milímetros, bem superior à de março. A previsão é de termos 11 dias de chuva no mês, enquanto em março a média é de sete dias”, afirma.

Chuva em Salvador

O céu nublado e as pancadas de chuva predominam em Salvador desde a última quinta-feira (21). Os efeitos da chuva foram sentidos pela população, principalmente na noite da última sexta-feira (22) e na manhã desta segunda-feira (25).

Nesta segunda, a avenida ACM ficou alagada na altura do Hospital Tereza Lisieux. Não há registro de feridos. Por conta do acúmulo de água, veículos e pedestres ficaram ilhados na avenida.

Foi preciso ajuda do Corpo de Bombeiros para a retirada dos passageiros dos ônibus e ocupantes dos veículos de passeio.

Uma revendedora de carros localizada na Avenida Heitor Dias, sentido Largo Dois Leões, em Salvador, foi tomada pela lama após um barranco que fica atrás do estabelecimento desmoronar, também pela manhã.

Ninguém ficou ferido, mas o prejuízo no local de cerca de R$ 200 mil, segundo informou Cristiano Tinoco, dono da revendedora há 15 anos. O homem disse, ainda, que 10 carros foram danificados e arrastados pela lama.

Até as 19h desta segunda, a Defesa Civil de Salvador registrou 314 ocorrências. Foram 38 alagamentos de imóveis, 46 ameaças de desabamento, 88 ameças de deslizamento, 22 ameaças de queda de árvore, 23 avaliações de imóvel alagado, 46 deslizamentos de terra, dentre outros registros de menor gravidade.

Fonte:G1

Compartilhe:
Comentários
carregando...
WhatsApp chat Whatsapp da TV Liberdade