Take a fresh look at your lifestyle.

Dólar fecha em alta e bate 4º recorde consecutivo, a R$ 4,35

O dólar fechou em alta nesta quarta-feira (12) e bateu o quarto recorde consecutivo em relação ao real, diante da divulgação de dados decepcionantes do varejo brasileiro e do maior otimismo quanto à contenção da epidemia de coronavírus na China.

A moeda norte-americana encerrou o dia vendida a R$ 4,3505, em alta de 0,55%. Na máxima da sessão, chegou a R$ 4,3535, também máxima nominal durante as negociações. Veja mais cotações. No mês, a moeda acumula alta de 1,53% e, no ano, tem valorização de 8,5%.

Já o dólar turismo, vendido nas casas de câmbio, fechou a R$ 4,54 sem o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

Na terça, o dólar encerrou a sessão vendida a R$ 4,3269, em alta de 0,10%, no maior patamar nominal de fechamento já registrado.

Dados do comércio decepcionam

As vendas no varejo recuaram 0,1% em dezembro na comparação com o mês anterior e subiram 2,6% sobre um ano antes, de acordo com dados do IBGE, em resultado abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters. No acumulado em 2019, o comércio registrou alta de 1,8%, mas mostrou perda de força em relação aos 2 anos anteriores.

“Investidores receberam há pouco decepcionantes dados de vendas no varejo de dezembro”, disse em nota a corretora Commcor, citando “reações isoladamente negativas ao real, que segue sofrendo com baixos juros e desanimadores dados de atividade”.

Dólar alto faz viagens ao exterior diminuírem pela primeira vez em 10 anos

Dólar alto faz viagens ao exterior diminuírem pela primeira vez em 10 anos

No exterior, a China registrou nesta quarta-feira o menor número de novos casos de coronavírus desde janeiro, apoiando uma previsão do principal assessor médico do país de que o surto terminará até abril.

“O mercado está relativamente confiante de que a China será capaz de controlar o vírus, embora possa levar algum tempo”, afirmou Steve Englander, chefe de pesquisa global do G10 FX na Standard Chartered, em Nova York. “O fato de que o coronavírus não parece tão letal fora da China é algo que está confortando os mercados.”

Na terça-feira, o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) Jerome Powell disse ao Congresso que a economia do país norte-americano estava em um lugar favorável, mesmo citando a ameaça potencial do coronavírus na China e algumas outras preocupações de longo prazo.

“Os dados econômicos norte-americanos ainda estão superiores a outras economias e a diferença de crescimento com o resto do mundo continua substancial”, afirmou à Reuters Ugo Lancioni, gerente de portfólio do Neuberger Berman Macro Opportunities FX Fund.

Variação do dólar em 2020 — Foto: Arte/G1

Variação do dólar em 2020 — Foto: Arte/G1

[Por: R. Amaral | Fonte: G1 | 12/02/2020]

Compartilhe:
Comentários
carregando...
WhatsApp Whatsapp da TV Liberdade