Take a fresh look at your lifestyle.

Casas lotéricas podem deixar de receber pagamentos da Coelba

As casas lotéricas poderão deixar de receber pagamentos da Coelba. Jairo Miranda, dono de lotérica em Feira de Santana e ex-presidente do sindicato da categoria, informou que não há uma data prevista para essa suspensão, mas a diretoria do sindicato se reunirá com a Coelba ainda esta semana para discutir a questão.

De acordo com ele, a decisão de suspender os pagamentos nas loterias foi da Coelba, a partir de um realinhamento dos convênios da Caixa Econômica Federal.

“A Caixa fez um pedido de realinhamento de tarifa para todos os convênios e inclusive o da Coelba. A Coelba achou por bem não renovar o convênio e optou pela suspensão do convênio, não só na Bahia, toda a rede Neoenergia em todos os estados nós estivemos observando que eles estão optando talvez por fazer uma rede própria. A tarifa de cobrança é muito pequena e inclusive quando a Coelba retornou para a lotérica foi dada uma tarifa já defasada de mais de dez anos atrás. E aí como tudo sobe estamos com uma defasagem alta em termos de tarifa. A Coelba não aceitou a posição que a Caixa colocou e não houve consenso. Eles optaram por reincidir o convênio, mas com a interferência do sindicato dos lotéricos eu acho que talvez a gente chegue a um bom termo”, explicou.

Jairo Miranda relatou que a Coelba paga as lotéricas a tarifa de pouco mais de vinte centavos por cada recibo de energia pago. Na opinião dele, esse valor não está equiparado com os custos e despesas de uma lotérica, como pagamento de pessoal e também energia. Para ele, se a suspensão dos pagamentos ficar mesmo confirmada vai prejudicar imensamente os clientes, sobretudo os que moram no interior e têm a lotérica como um mecanismo de fácil acesso para o pagamento de contas. Além disso, ele acredita que pode haver como consequência também um aumento da inadimplência dos clientes.

Cleriane Rodrigues, gestora da Coelba, informou que a ainda não há por parte da empresa um posicionamento formal sobre o assunto e assim que tiver mais esclarecimentos encaminhará para a imprensa.

 

*Acorda Cidade

Compartilhe:
Comentários
carregando...